19 de set de 2016

Filme da Semana: Esta é a Minha Vida

Toda semana pretendo estar compartilhando com vocês um filme que eu tenha assistido. Assim eu posso estar sempre dividindo os filmes que vi recentemente e nem tanto. Não necessariamente são filmes que eu tenha visto nessa semana ou semana passada, mas para evitar estar sempre falando apenas sobre filmes e séries, decidi manter um desses assuntos fixos, que no caso são os filmes. 
E o primeiro filme escolhido é um filme que eu estou um tanto viciada. Em inglês, How I Live Now e em português, Essa é a Minha Vida. Espero que curtam tanto quanto eu curti!
O filme traz a história complicada de Daisy - que na verdade se chama Elizabeth. Daisy morava em Nova Iorque até que seu pai decide mandá-la para a Inglaterra para passar um tempo com sua tia e seus primos. A jovem vive um momento conturbado em sua vida, uma vez que sua mãe já faleceu e seu pai é pouco presente em sua vida. Porém na Inglaterra sua tia se mostra tão ausente quanto seu pai, o que resta a ela conviver com seus primos, sendo que Eddie, seu primo mais velho, demonstra uma forte conexão com Daisy logo na chegada da garota na casa da família. 
Tentando quebrar as barreiras de Daisy, Eddie, sua família e a prima se veem sozinhos no início de uma guerra e precisam aceitar suas diferenças e contornar seus problemas pessoais para conseguirem se virar sozinhos. O problema maior acontece quando Daisy e Eddie são separados, assim como seus primos e precisam lutar para voltar para casa e tentar sobreviver a guerra. 
No começo o filme nos traz um romance bonito e desenvolvido até mesmo com certa pressa, porém logo compreendemos a necessidade de tal coisa. Ao que nos dá a entender, o filme se desenrola em uma Terceira Guerra Mundial, contra os extremistas. Daisy e seus primos precisam amadurecer rapidamente e a protagonista tem que deixar seus egoísmos de lado para tentar sobreviver. Apesar de o filme logo nos trazer um romance, o filme traz muitas cenas de ação e a visão de uma guerra aos olhos de uma jovem garota o que por si só já nos faz questionar o que faríamos se estivéssemos em seu lugar. 
Preciso dizer que possivelmente você não gostará de Daisy no início, principalmente pela forma que ela trata seus primos, porém aos poucos compreendemos suas atitudes e a vemos quebrar suas barreiras para sobreviver e ajudar seus primos a sobreviverem também. Eddie, seu primo mais velho com quem ela desenvolve um romance, é um rapaz calmo, bonito e apaixonante. Porém preciso dizer que pouco o vemos durante o filme, uma vez que Daisy e ele são separados, mas o pouco que o vemos, nos apaixonamos facilmente. Isaac, o primo do meio, é um garoto brincalhão e divertido e até um tanto maduro para sua idade. Piper, sua prima mais nova, é muito esperta, interativa e falante. Definitivamente foi a personagem que mais me comoveu, uma vez que teve que amadurecer rápido demais para poder sobreviver á guerra e voltar para casa. Sem contar que ela tem que aguentar o humor oscilante de Daisy a maior parte do filme. 
Definitivamente é um filme comovente e que te faz pensar e repensar em muitas coisas, além de nos fazer passar por diversas emoções em pouco tempo: raiva, medo, felicidade, tristeza... Além de todas as emoções, o filme traz belas paisagens, uma fotografia bonita e até um tanto sombria em alguns momentos, assim como um romance bonito e puro. Uma das coisas favoritas do filme foi o amadurecimento dos personagens bem diante das câmeras e a forma como eles lidam com tudo o que está acontecendo ao seu redor. Sem dúvidas um filme que vale a pena ver do começo ao fim, para sorrir e chorar. Está disponível na Netflix e nessa internet de Deus! Aproveitem!

2 comentários:

  1. Ahnn gostei! Ainda mais porque ela é mandada para a Inglaterra hahaha. E parece ser uma história bonita, vou procurar para assistir.

    Beijos
    http://orangelily.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Caramba! Amei a sua narrativa do filme ♥
    Histórias que envolvem cenários de guerra são as minhas favoritas, pois é através dessas histórias que conseguimos repensar sobre nossas atitudes e acabamos aprendendo algo com os personagens. Bem que dizem que o amor nascem nos tempos difíceis, creio que o breve romance dos dois foi algo bonito de se ver.
    O filme já está na minha lista da netflix, pretendo assistir hoje antes de dormir. Espero que o filme seja tão bom, quanto teu post. Beijos ♥

    www.aventurasliterarias.com.br

    ResponderExcluir

Obrigada por comentar ❤️